Data/Hora: 23 Dez 2014

      
      


Criar Novo Tópico Responder a este Tópico  [ 28 mensagens ]  Ir para página 1, 2  Próximo
 Trafico de Mulheres 
Autor Mensagem
Bronze
Avatar do Utilizador

Registado: 07 Dez 2006
Mensagens: 164
Localização: norte do douro


TD's nos últs 90 dias: 0 - Voyeur
Mensagem Trafico de Mulheres
o grande problema é este...

Ha uma historia, ha uns anos atras, que eles metiam as mulheres num poço desactivado enquanto elas nao aceitavam fazer trabalhos de prostituição, os culpados foram descobertos e presos...

ha tanta coisa que nao sabemos.. e quando ficamos a saber, nso dá vontade de não voltar a este mundo... mas a cabeça de baixo pensa sempre mais alto...

abraços

09 Abr 2007
Perfil

      

      
Bronze

Registado: 08 Dez 2006
Mensagens: 35


TD's nos últs 90 dias: 0 - Voyeur
Mensagem Re: Trafico de Mulheres
Gentlemen, PLEASE FORGIVE a few words, well, a shitload of words, in English, from a ‘bife’, residing, for now, in TonyTown, who hasn’t time to put away his dick, pull out his dickshnry, and respond in bad Portuguese.

First, let’s all respect Piotr. Here’s a man who has ‘penetrated’ the Poço. He has met many girls, talked to them seriously, fallen briefly in l*** with one, and he even speaks a little Romanian.

Foulaam is also correct that nothing like this could happen without an organisation.

Mur’s opinions, too, come from first-hand observation, and conversations in the lingua franca of the Poço, a mixture of Portuguese, Spanish, English and Romanian. Like Piotr he got to know one girl well, and also once had a long madrugada chat with a nearby Brazilian SW, Paula, who had no reason to love the ‘competition’ but discussed her EE sisters with knowledge and sympathy.

Clearly the girls are not claustrophobically invigilated, they come and go freely, dallying in the cafés and jewellers of the Praça ‘ad lib’. They can call home, or Piotr, as often as they like. Indeed, Sabina’s mobile is surgically grafted to one ear (there’s a multibanco attached to the other one). Irina once showed Mur her papers, Moldovan in her case - so no chulo had confiscated her ID. Police watch the area, and sometimes round up the chicas, for reasons best known to themselves. So, anyone being beaten, tortured or forced to watch Portuguese TV has ample opportunity to tell the authorities. Many of the romenas have made several return trips of their own volition, right across Europe, not just to Lisbon but to Valencia and Barcelona among others. Some of them may be lifeless fucks, but both on the street and upstairs, they are demonstrably cheerful, clean, lively and healthy young women. Muri had the good fortune to see many of them with not a stitch of clothing on their beautiful bodies, and not once did he see any evidence of abuse or injury. Nor, come to that, did he ever see signs of drug use.

Conversation is guarded: let’s not imagine that these girls are going to tell the whole story to a client. No girl ever does. But it’s clear that they know perfectly well why they are travelling. Sure, an organisation recruits in Romania, arranges the trip, finds lodgings, keeps a discreet eye on what happens in the Poço, establishes ‘diplomatic relations’ with the police, and, yes, expects regular work habits and a share of the earnings.

Mur never established how much the organisation takes. Paula’s opinion was 30%, and also €5 of your €25 goes to the pensão, which in turn shares the day’s income with the organisation. Paula said that a middle-aged Portuguese-speaking woman with dyed blonde hair leads the backup team, (Mur never saw her) supported by a couple of heavy Romanian dudes in a car. Apparently the queen bee also provides plausible alibi stories for families, telling Mom back in Bucharest that Cristina is working nights, cleaning supermarkets.

Yep, exploitation, no other word for it. BUT compare it with, for example, the 40% income tax that Mur handed the Portuguese state, so that thousands of functionaries could polish chairs with their butts, or to the UK state to help kill Iraquis.

Compare it with the 90% slice of net salary that Mrs Mur grabbed in ten years of marriage, during which time Mur was almost entirely faithful and worked his ass off so that Madame could live well. Now that was exploitation…

Compare it also to the miserable fuckin’ minimum-wage jobs that many Portuguese youngsters, some of them well qualified, have to accept, because the state is pushing the retirement age up.

Compare it to the oldsters who would like to quit while they’re still alive but can’t do it for the same reason.

In today’s online CM, we see that a gas-station attendant got her head blown off by hoodlums robbing her till. It ain’t just the SWs who have to taste shit in our 21st century cacotopia.

As for the daily rip-off which is the world’s financial and insurance scene, well, don’t get Muri started on that, but rest assured that as a forty-tricks-a-day hooker in that business, he knows it from the inside.

Moving from the Poço to the Brazil babes, is anyone seriously going to tell us that the Sem-Site Putas, or independents like Suzi of Carcavelos, are slaves? Sure, they make a contribution to somebody (not, of course the Portuguese state) and yes, let’s admit that riding Muri, then Piotr, then Foulaam, then Bruno Wanderley, then Pedrassi, then Johnnie, 5 days a week, then watching Divina Commedia dressed up as Adolf Hitler strumming the ukulele, isn’t every nice girl’s idea of fun, but how many people’s jobs are full-time enjoyment?

Ask the average flight attendant how much she loves walking up and down her pressurised metal tube handing warm beer and salmonella sandwiches to greedy gits like Mur, and ensuring his seat belt is tightly fastened over his penis when the plane comes in to land...

Now, of course trafficking exists, and the stories in ‘Visão’, or something like them, are mais-o-menos true, But bear in mind that journalists are complete strangers to honesty and to the public good. Think of the most barefaced scam-artist whore you ever met in your life, and by the side of the average journo, she is Little Miss Decent. Remember also that the charitable and governmental organisations whose spokespersons cosy up to the press have their own interests: they need to keep their marketing pretty and their profile high, to continue guzzling money from the state – again, your taxes and Muri’s.

Remember also that the politically correct media and poisonous feminist scribes are frantic to demonise male sexuality. That’s why everything they write about prostitution suggests that the girls are victims of our sordid degrading lust, and that all mongers are, at best, sad jerk-off pornomaniac losers who can’t get a real girlfriend, and at worst, criminal deviant obsessive humiliation-junky slimebags who should be locked away in the Bastille. Never a mention of people like Muri, and most gentlemen reading this, that is, honest kind and civilised men who need to fuck at least twice a week, and need to enjoy a variety of women. Normal healthy males, in other words.

Mur was laughing about this just the other Friday, with Lori, not only the most gorgeous but also the most level headed and amusing prostitute he has ever met. And in Lori’s world, too, we have journos from London’s sickening ‘Guardian’ newspaper claiming that all the walk-up babes are trafficked slaves. Go tell it to Amber, tell it to Angie. They would remove their mouths from your rubber-clad cock for long enough to have a good sarcastic laugh. No, the reason for this hypocritical press campaign is that Westminster City Council would like to get its greedy paws on the properties by compulsory purchase or simple expropriation. Which would put Lori and others on the street, where, unlike in Soho, they would certainly be exposed to danger.

Fuck, this is already more than 1,000 words of ‘desabafo’, in English, on a Tuga forum. Well, nobody has to read it, and if the moderators prefer to throw it out, Mur will understand and post it to Jacksonville, but for anyone who has got this far, a cordial greeting to Lusitania’s putanheiros – keep writing here and fanning the flames of Muri’s saudades…

09 Abr 2007
Perfil
Diamante
Avatar do Utilizador

Registado: 07 Dez 2006
Mensagens: 2904
Mensagem Re: Trafico de Mulheres
Muri, you really know how to put things in perspective! and this is quite a coincidence! While you were writing your long but effective post above I - remembering something you wrote sometime ago - was digging ISG looking for that text. I roughly translated it into portuguese, and now when I opened the window in this forum to post it, quoting you of course, saw as a nice surprise that you hadn't forgot us lusomongers...
So, hoping you don't mind, here it is:

Com a devida vénia ao Murilloa, que infelizmente para nós continua activo só no seu forum londrino, reproduzo aqui em tradução livre, parte de um seu texto escrito no ISG depois de um reencontro com uma velha amiga zuca:

“A Martinha voltou ao Brasil em Outubro. Eu, o Muri, tinha-lhe falado das maravilhas de Londres e em como mesmo uma desajeitada pode lá pedir £150/hora. Navegando na net antes desta viagem relâmpago a Lisboa, vi com grande satisfação que a GP tinha voltado para Algés. O reencontro foi hoje numa cena demasiado comovente para relatar aqui, mas a história que ela conta é interessante:

Aconteceu que ela levou em conta o conselho do Muri e depois do Natal em família, a nossa menina apanha o avião para Londres, recupera alguns conhecimentos, esfuma-se na penumbra dos emigrantes ilegais, descobre uma compatriota mama-san e pronto, uma semana depois de se ter esgueirado pelos corredores de Heathrow, está a aviar 4 quecas por dia a €220 cada e vivendo como uma princesa.

Isto dura 3 meses até que os esbirros do Blair a descobrem e a mandam de volta para a “Sambaland”. Podem pensar que ela teve a sorte de não ser fuzilada como o infeliz compatriota no outro ano, mas não, ela diz que foi muito bem tratada pelas autoridades e que até lhe ofereceram uma conselheira psicológica caso necessitasse de ajuda para ultrapassar a experiência aterrorizante de ter sido “traficada”. Não, respondeu ela, mas se realmente querem ajudar-me, deixem-me cá ficar a comer estes inglesinhos que me dão montanhas do meu querido dinheirinho.

É claro que eles não foram nisso, e como ela não tinha posses para lhes comprar o fechar de olhos, nem para doar 5 milhões ao partido do poder – o que a teria tornado duquesa de qualquer coisa…- foi mesmo deportada, à custa do inglês pagante, e pouco tempo depois estava novamente em Algés.

Está agora desesperada para voltar para Londres, que para ela é o paraíso na terra. Há muitos anos que o Muri não ouvia ninguém tratar tão bem da sua terra (depois de ela ter igualmente bem tratado o seu corpinho).
Precisa portanto de um inglês que se ofereça para lhe prometer casamento, ou de uma universidade que certifique que ela é uma potencial aluna. São as únicas hipóteses de conseguir o visto de entrada.
Mandemo-la para Cambridge reencaminhar os meninos amaricados e ensinar-lhes os bons caminhos. Ou haverá por aí algum britânico a ler isto e capaz de lhe propor casamento? Ela será talvez vivaça demais para um Rooney ou um Beckham, mas que tal um Paul McCartney, que recentemente voltou a ser um solteirão empobrecido?

Então? Ela não é top model mas dá umas belas quecas, pelo menos com este rapaz empedernido. Óptimo BBBJ, xaninha apertadinha, e afinal tudo o que ela quer é um visto. Vá lá confrades, enquanto este velhote ainda hesita.”

_________________
So many girls, so little time...

09 Abr 2007
Perfil
Platina
Avatar do Utilizador

Registado: 28 Nov 2006
Mensagens: 1960
Mensagem Re: Trafico de Mulheres
Spot on, Muri! :mrgreen:

Yet... even if you don't have to turn it all into a soap-opera tear jerker, you will of course agree that there's a tiny little difference between being butt-fucked by the IRS and having to deal with Romanian/Ukrainian/Brasilian/mafia thugs/chulos who not only will readily butt-fuck you too but also rob you blind while keeping you as a prisoner in some sleazy Bragança joint.

09 Abr 2007
Perfil


Total de TDs: 5
Positivos
3
Neutros
2



TD's nos últs 90 dias: 0 - Voyeur
Mensagem Re: Trafico de Mulheres
Leila Escreveu:
É verdade pura coicidencia :P

É assim pela experiencia que tenho e pelas Gp´s que tive o prazer de conhecer nesta vida, das acompanhantes independentes, estas são as que têm apartamento próprio, fazem só deslocações etc... Quase 75% tem um chulo na "porta de trás". Este geralemente é aquele por quem elas tratam como o "Meu Namorado".
Não é tráfico de mulheres, mas não deixa de ser uma vida que se torna num inferno sem muitas vezes se dar por isso.
Felizmente não falo por experiencia propria. Pois faço parte dos 25% que não tem ninguem que as controle.

Mas acho que se o assunto que se aborda aqui é não dar dinheiro a ganhar a casas que fazem esse tipo de tráfico, acho que também deveriam considerar o proxenitismo (é assim que se escreve :quite: ) pois isso é um problema que está bem mais perto de nós (acompanhantes independentes e clientes assiduos) que propriamente as boites e casas de alterne.
Essas quando pra lá vão já sabem o que lhes espera... As outras vão descendo o monte até se enterrarem na água.



É bem verdade Leila.
Pela minha experiência, como cliente e bom observador que sou, para além do que algumas gp's me vão contando, o proxenetismo nas acompanhantes independentes é real, sendo elas, em parte, culpadas por cairem no conto do vigário. Cada vez mais, por intermédio da gp o "namorado" vai oferecendo até outros produtos, angariando mais gp's, etc., etc., etc. Mas, no final quase todas elas são abandonadas, algumas até que já tinham abandonado a prostituição, voltam, dolorosamente pela porta pequena, e quase como começaram anteriormente: na miséria. Esta história não é nova, sempre assim foi, só os contornos é que se vão alterando. De qualquer maneira nunca o nível desceu tanto como actualmente, chegando-se ao ponto de os proxenetas exigirem tanto delas, que tornam a concorrência feroz e sem limites. A Leila tocou num ponto que conhece bem, e que pelas entrelinhas lê-se que já deve ter sido assediada para esse caminho. Ainda bem que assim não aconteceu, demonstrando que apesar da idade, sabe longo... e é corajosa! Abra-se um tópico sobre este assunto, é interessante porque acho que em conjunto podemos ajudar a acabar pelo menos na área das acompanhantes independentes com esta nova praga do proxenetismo com variantes...

09 Abr 2007


Total de TDs: 5
Positivos
3
Neutros
2



TD's nos últs 90 dias: 0 - Voyeur
Mensagem Re: Trafico de Mulheres
Foullam:
Não punha as mãos no fogo mas até hoje, só em um ou dois casos tive esse tipo de dúvidas... e se as tivesse podido confirmar não hesitava em fazer um telefonema anónimo para a PJ a denunciar o caso. Provavelmente não daria em nada mas não seria por não ter tentado. :roll:[/quote]


Os media cada vez mais vão noticiando o ataque da Judiciária não só a casas de alterne, mas também a apartamentos, lembro-me de alguns casos na Zona Centro do País, embora já tenham actuado também noutras zonas. Com certeza que a denuncia não cairia em saco roto, embora parecendo que não, as redes começam a ter ramificações, vendendo vários produtos dentro do mesmo ramo e a PJ vai investigando, juntando a puzlle e vai actuando na certeza de que ao avançar é pela certa. Vai funcionando devagarinho, como tudo neste país, mas vai avançando...

09 Abr 2007
Prata
Avatar do Utilizador

Registado: 30 Nov 2006
Mensagens: 306
Localização: Grande Lisboa


TD's nos últs 90 dias: 0 - Voyeur
Mensagem Re: Trafico de Mulheres
I agree wholeheartedly Mur. Although I once saw the old pensão owner tell Lili off for not working the "morning shift", I have a hard time believing that the Romanian girls are suffering from systematic torture and abuse.
The grannies surrounding the Poço give the area a bad name, but from my own personal experience with the girls (admittedly limited) I can say that they have very little to do with, say, the average wrecked streetwalker in Intendente.
In fact, I would say that a few probably rank among the best bargains in Lisbon (and Portugal), 25€ for getting laid with a 19 year old pretty voluptuous girl who will actually kiss and offer multiple positions with enthusiasm is completely unheard of elsewhere.

Ah, one more thing:

Citar:
Remember also that the politically correct media and poisonous feminist scribes are frantic to demonise male sexuality. That’s why everything they write about prostitution suggests that the girls are victims of our sordid degrading lust, and that all mongers are, at best, sad jerk-off pornomaniac losers who can’t get a real girlfriend, and at worst, criminal deviant obsessive humiliation-junky slimebags who should be locked away in the Bastille. Never a mention of people like Muri, and most gentlemen reading this, that is, honest kind and civilised men who need to fuck at least twice a week, and need to enjoy a variety of women. Normal healthy males, in other words.


Spot on, I couldn't agree more. :idea:

_________________
Glória e Honra!

10 Abr 2007
Perfil
Diamante
Avatar do Utilizador

Registado: 07 Dez 2006
Mensagens: 2904
Mensagem Re: Trafico de Mulheres
Pedrassi:

My compliments, you are always on when it does matter.

_________________
So many girls, so little time...

10 Abr 2007
Perfil
Acompanhante

Registado: 07 Dez 2006
Mensagens: 125
Mensagem Re: Trafico de Mulheres
joma"noite" Escreveu:
Leila Escreveu:
É verdade pura coicidencia :P

É assim pela experiencia que tenho e pelas Gp´s que tive o prazer de conhecer nesta vida, das acompanhantes independentes, estas são as que têm apartamento próprio, fazem só deslocações etc... Quase 75% tem um chulo na "porta de trás". Este geralemente é aquele por quem elas tratam como o "Meu Namorado".
Não é tráfico de mulheres, mas não deixa de ser uma vida que se torna num inferno sem muitas vezes se dar por isso.
Felizmente não falo por experiencia propria. Pois faço parte dos 25% que não tem ninguem que as controle.

Mas acho que se o assunto que se aborda aqui é não dar dinheiro a ganhar a casas que fazem esse tipo de tráfico, acho que também deveriam considerar o proxenitismo (é assim que se escreve :quite: ) pois isso é um problema que está bem mais perto de nós (acompanhantes independentes e clientes assiduos) que propriamente as boites e casas de alterne.
Essas quando pra lá vão já sabem o que lhes espera... As outras vão descendo o monte até se enterrarem na água.



É bem verdade Leila.
Pela minha experiência, como cliente e bom observador que sou, para além do que algumas gp's me vão contando, o proxenetismo nas acompanhantes independentes é real, sendo elas, em parte, culpadas por cairem no conto do vigário. Cada vez mais, por intermédio da gp o "namorado" vai oferecendo até outros produtos, angariando mais gp's, etc., etc., etc. Mas, no final quase todas elas são abandonadas, algumas até que já tinham abandonado a prostituição, voltam, dolorosamente pela porta pequena, e quase como começaram anteriormente: na miséria. Esta história não é nova, sempre assim foi, só os contornos é que se vão alterando. De qualquer maneira nunca o nível desceu tanto como actualmente, chegando-se ao ponto de os proxenetas exigirem tanto delas, que tornam a concorrência feroz e sem limites. A Leila tocou num ponto que conhece bem, e que pelas entrelinhas lê-se que já deve ter sido assediada para esse caminho. Ainda bem que assim não aconteceu, demonstrando que apesar da idade, sabe longo... e é corajosa! Abra-se um tópico sobre este assunto, é interessante porque acho que em conjunto podemos ajudar a acabar pelo menos na área das acompanhantes independentes com esta nova praga do proxenetismo com variantes...


Felizmente nunca fui assediada por esse tipo de homens. E se á coisa que me confunde muito a cabeça é como é que uma acompanhante que sozinha pode ter uma vida minimamente estavél (o que hoje em dia já é um luxo) arranja um chulo!!
Nunca me contaram nenhum conto do vigário, por isso muito sinceramente não percebo qual será a tão famosa história que eles contam pra levarem certas mulher/raparigas, que ás vezes são tão inteligentes e boas pessoas, a tornarem-se num objecto de lucro monetário.

_________________
Desejo Privado

10 Abr 2007
Perfil


Total de TDs: 5
Positivos
3
Neutros
2



TD's nos últs 90 dias: 0 - Voyeur
Mensagem Re: Trafico de Mulheres
Tudo bem Leila, não aconteceu contigo, mas que já aconteceu e acontece com outras, infelizmente é verdade...

10 Abr 2007
Bronze

Registado: 08 Dez 2006
Mensagens: 35


TD's nos últs 90 dias: 0 - Voyeur
Mensagem Re: Trafico de Mulheres
Johnnie: sincere thanks.

Piotr: neat coincidence. And an even neater translation. It gave a dose of childish pleasure to see that true story turned into elegant Portuguese. Also a terrible sadness, for the likelihood is that Mur will never see Martinha ever again.

Pedrassi: glad you found food for thought. How is Lili these days?

Joma “noite”: é verdade, num caso ‘confirmado’ o dever civil e humano seria ligar imediatamente ás autoridades... mas... como ‘confirmar’? Sinceramente, durante tres anos de putanheiro-lisboeta, nunca suspeitei que a namorada-temporária era victima o escrava traficada. Só numa incursão ao mundo dos ‘clubes’ nas autoestradas do querido pais vizinho (tou a falar de Espanha, não de Escócia :lol: ) senti um ambiente de coerção e tristeza. Agora proxenetsimo é otra coisa, praga como bem disseste. Felizes as lindas flores como a Leila que consiguem florescer sem adquirir parasitas.

Leila: a sua presença animada e inteligente neste forum inspira esperanzas que homens e mulheres podem partilhar e conviver (en todo sentido) de maneira mais honesta do que actualmente acontece. Talvez num futuro distante. E....a voltar ao curto prazo, when are you coming to London?

Foulaam: point taken. No intention at all of making light of the tragedies and crimes that undoubtedly do occur. Just that Mur believes these horrible but exceptional realities give our healthy hobby a bad name, but journalists and officials who do not really know about prostitution or care about prostitutes and their clients do not help and are self-regarding hypocrites to boot. Too often the meretricious media peddle the idea that these horrors are the only story when it comes to prostitution. You and Mur and Leila and Lori and thousands of other ‘practitioners’ know that this is false.

Also, for the record Mur is conservative but no Chicago-boy, he actually approves of high levels of taxation to pay for real public services, to educate the kids (if any of them still want education) to look after the poor and the elderly, the hungry and the homeless. So he genuinely enjoys being butt-fucked by the IRS. The secret is: a kilo of KY, deep breathing and zen meditation. Even so, it must be admitted that Socrates and Tony are biiiiig boys. ««Ayyyy! Divagarrinhoo com aquele monstro, meu amorrr!»»

10 Abr 2007
Perfil
Acompanhante
Avatar do Utilizador

Registado: 29 Nov 2006
Mensagens: 674
Localização: Porto
Mensagem Re: Trafico de Mulheres
Pá, o proxenetismo mete-me NOJO :x NOJO :@
P*** que pariu esses dejectos humanos que usam o corpo dos outros para ganhar dinheiro :-x fico cega com essas m***

Ai, se eu pudesse acabar com essa porcaria :(

_________________
Acontecem-me coisas.

10 Abr 2007
Perfil Visitar o sítio web do Utilizador
Bronze

Registado: 08 Dez 2006
Mensagens: 35


TD's nos últs 90 dias: 0 - Voyeur
Mensagem Re: Trafico de Mulheres
mais uma

http://www.correiomanha.pt/noticia.asp? ... l=10&p=200

16 Abr 2007
Perfil


Total de TDs: 5
Positivos
3
Neutros
2



TD's nos últs 90 dias: 0 - Voyeur
Mensagem Re: Trafico de Mulheres
Á atenção dos e das PROXENETAS
(eles e elas andam por aqui, como camaleões, disfarçados…)

Correio da Manhã (10-04-2006)

DEU DOIS TIROS EM PROXENETA

“Uma menina teve de dar dois tiros num proxeneta porque ele não a largava”, conta Patrícia, de 28 anos, brasileira. “Era português e queria ganhar a vida anotando os serviços dela. Não pode ser, nós somos as más da fita, mas anda aí muita gente vivendo à custa das prostitutas.”

AGREDIDA PELA PATROA

“A patroa disse que eu era uma infeliz e devia ficar de boca calada”, conta Daniela, de 32 anos. “Me bateu de cinto, mangueira e faca. Dizia que se fugisse me encontrava e matava a minha família no Brasil se não fizesse dinheiro. Chamou-me vagabunda e deu-me um tapa na cara.”

16 Abr 2007
Ouro

Registado: 05 Jan 2007
Mensagens: 1614


TD's nos últs 90 dias: 0 - Voyeur
Mensagem Re: Trafico de Mulheres
Dei com este tópico (I understood your point murilloa, and indeeed it sure was quite an eye opener). Creio que em primeiro lugar é preciso qualificar a nova prostituição se isso existe ou se existe uma velha em contraponto, mas acho que sim. Se o fizermos é preciso então, qualificar os novos chulos, bordeis e afins. Não concordo com a afirmação da leila, por exemplo. Acho que afirmar-se que 75% das prostitutas independentes têm proxenetas é corajoso, mas só isso, nada mais. Segundo consta haverão cerca de 3000 prostitutas em lisboa (dados fornecidos pela associação fundada em inglaterra por uma portuguesa, e agora recentemente em portugal, ao MAI). Dessas pensa-se que serão cerca de 80% as prostitutas vindas de países estrangeiros. Uma parte dessas estará dominada por máfias, mais palito menos palito. Das portuguesas vai-se sabendo que são garotas novas, estudantes universitárias, que fazem isto sem redes nem proxenetas atrás.

Sem qualificar as realidades sociais e culturais não vamos a lado nenhum. hoje em dia há independentes a fazer isto com maridos (estejam lá mais atentos aos anúncios, ó faxavor, como diz a maria). Há outras que os fazem com a anuência dos maridos e namorados que têm as suas outras ocupações profissionais, apenas para aumentar a receita do agregado. Há de tudo, e vai sendo difícil perceber o papel de cada um neste contexto.

Uma casa de meninas é um centro de proxenetas? Os donos cumprem o seu novo papel de arrendamento, e são assim sócios numa sociedade informal ou aproveitam-se delas? Não sei. Sei que quando penso em lenocínio penso nos velhos chulos de liberdade, que iam buscar as putas à santa terrinha, namoravam-nas durante uns tempos, batiam-lhes ao fim de outros, e metiam-nas nas ruas a atacar depois. Nessa altura contavam-se as putas, hoje perde-se a conta, e a net é a grande promotora da liberdade dos cidadãos e cidadãs se meterem na prostituição. Depois disso há, isso sim, o problema das máfias, e isso sim é uma componente nova em portugal, que na américa com a máfia italo-americana já viu a época do el-dourado.

Enfim, não sei muito bem o que pensar, mas sei que não gosto de proxenismos em nunhuma área profissional, e há vários.

_________________
Contra quid luctamini Oh fratres?

17 Abr 2007
Perfil
Mostrar mensagens anteriores:  Ordenar por  
Criar Novo Tópico Responder a este Tópico  [ 28 mensagens ]  Ir para página 1, 2  Próximo


Quem está ligado:

Utilizadores a ver este Fórum: Féfis, pls_to_meet_you1 e 6 visitantes


Criar Tópicos: Proibído
Responder Tópicos: Proibído
Editar Mensagens: Proibído
Apagar Mensagens: Proibído
Enviar anexos: Proibído

Ir para:  

      

      
Powered by phpBB © phpBB Group.
Designed by Vjacheslav Trushkin for Free Forums/DivisionCore.
Traduzido por phpBB Portugal